FIM DO PRAZO - Programa de negociação de dívidas termina no dia 20

Mais de 14 milhões de pessoas quitaram R$ 51,7 bilhões em débitos em todo o Brasil

FIM DO PRAZO - Programa de negociação de dívidas termina no dia 20
Crédito: Reprodução Agência Brasil


As negociações do Programa Desenrola Brasil, que facilita e dá condições especiais aos brasileiros inadimplentes, termina nesta segunda-feira, dia 20. A vigência da Faixa 1 do Programa Emergencial de Renegociação de Dívidas de Pessoas Físicas Inadimplentes termina no próximo dia 20 de maio. Essa é a segunda prorrogação do programa.

Conforme dados do Ministério da Fazenda, mais de 14,75 milhões de pessoas já foram beneficiadas com a negociação de cerca de R$ 51,7 bilhões em dívidas. Por meio do programa, os inadimplentes têm acesso a descontos de, em média, 83% sobre o valor das dívidas. Em algumas situações, esse abatimento chega, inclusive, a ultrapassar 96% do valor devido. Os pagamentos podem ser à vista ou parcelados, sem entrada e com até 60 meses para pagar.

Quem pode participar?

A Faixa 1 contempla pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no CadÚnico, que tenham sido negativadas entre janeiro de 20 e19 e dezembro de 2022, com valores de até R$ 20 mil cada (valor de cada dívida antes dos descontos do Desenrola).

Nas últimas semanas, o Ministério da Fazenda alertou a população sobre notícias falsas que têm circulado sobre o programa e afirma: ao negociar as dívidas pelo Desenrola, o cidadão não perde nenhum benefício social e também não fica com o nome “sujo” nos sistemas do Banco Central (BC).

Como acessar o Desenrola

Para acessar, é preciso ter uma conta GOV.BR ou pelos canais parceiros. O programa pode ser acessado por meio dos sites e aplicativos da Serasa Limpa Nome, do Itaú Unibanco, do Santander e da Caixa Econômica Federal. 

Os clientes dos parceiros que se enquadram na Faixa 1 do programa conseguem ver se há ofertas do Desenrola. Eles podem ser redirecionados para o site do programa, onde é possível consultar as dívidas e fazer os pagamentos, sem necessidade de outro login.

Podem ser negociadas dívidas bancárias, como cartão de crédito, e contas atrasadas de outros setores, como estabelecimentos de ensino, energia, água, telefonia e comércio varejista. A plataforma permite parcelar a renegociação dessas dívidas até mesmo com bancos nos quais a pessoa não tenha conta, podendo escolher aquele que oferecer a melhor taxa na opção de pagamento parcelado.

Além disso, inadimplentes com duas ou mais dívidas (mesmo que com diferentes credores) disponíveis para negociação na plataforma podem juntar todos os débitos e fazer uma só negociação, pagando à vista em um único boleto ou PIX, ou financiando, a prazo, o valor total no banco de preferência.