GOLPES FINANCEIROS - 40% dos brasileiros já foram vítimas de fraudes

Levantamento feito pelo Serasa Experian aponta que uso de cartões de crédito por terceiros ou cartão falsificado são maioria

GOLPES FINANCEIROS - 40% dos brasileiros já foram vítimas de fraudes
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Arquivo

Quatro em cada dez pessoas já foram vítimas de golpes e fraudes financeiras no Brasil. Conforme Relatório de Identidade Digital e Fraude 2024, levantamento feito pelo Serasa Experian, os golpes causam grandes prejuízos aos consumidores e também agravam fobias e transtornos.

Os tipos de golpes mais relatados pelos consumidores foram o de uso de cartões de crédito por terceiros ou o cartão falsificado (39%) e, em segundo lugar, fraudes financeiras, com pagamento de boleto falso ou pix (32%). Além disso, 57% tiveram perda financeira de R$ 2.288 em média, o que equivale a quase um mês e meio de trabalho de quem recebe um salário-mínimo.

Ainda de acordo com o levantamento, os consumidores temem tipos de fraudes com meios de pagamento, as quais envolvem cartões de crédito (36%), golpes de transferências via pix e vazamento de dados (21%). Apenas 2% dos respondentes disseram que não temem sofrer golpes.

O estudo registrou que quem tem mais de 50 anos aparece com o maior índice de ter sofrido uma fraude (48%). Após sofrer uma fraude, 87% dos respondentes disseram que a preocupação com o tema “aumentou”. 

Como evitar?

Especialistas da Agência Brasil 61 sugerem algumas dicas de como evitar golpes com o cartão de crédito, como utilizar cartão virtual para compras online; realizar compras em lojas oficiais; ativar os alertas de transação no banco e evitar acessar o aplicativo do banco e realizar transações financeiras conectadas em Wi-Fi público.

O consumidor também deve se atentar para não fornecer informações pessoais e descartar documentos que tenham informações do cartão corretamente, além de criar senhas fortes e únicas.

Em caso de fraude, o consumidor deve contestar as transações fraudulentas à instituição financeira, à assistência e suporte durante o processo e a solicitar o bloqueio imediato do cartão.